Domingo, 22/10/2017, Hora: Boa noite. Seja bem vindo!.

Atendimento
(54)2104-1150

Notícias/Eventos eAgenda

07/01/2016 Panorama Econômico - Quinta-Feira - 07/01/2016
Panorama Econômico - Quinta-Feira - 07/01/2016

Brasil – Produção Industrial desaba. Dilma discute atrasos no “Minha Casa, Minha Vida”.

Produção Industrial desaba e surpreende negativamente – Segundo o IBGE, a produção industrial recuou 2,4% em novembro, bem acima da queda de 1% projetada pelo mercado. Esse é o sexto resultado negativo seguido, acumulando queda de 8,1% em 2015. Na comparação anual a queda foi de 12,4% em novembro de 2015, 21ª taxa negativa consecutiva.


Dilma discute pagamentos em atraso e "Minha Casa, Minha Vida" com ministros - A presidente Dilma se reuniu com a equipe econômica para discutir os pagamentos atrasados em obras de infraestrutura e dentro do programa "Minha Casa, Minha Vida". Segundo o Broadcast, a presidente pediu que sejam atualizados dados do programa e das principais obras de infraestrutura do País. Como o governo quer medidas que estimulem a construção civil, reativando a contratação da faixa 1 do "Minha Casa", o mais importante é colocar em dia cerca de R$ 6,7 bilhões em atraso em obras que já foram executadas. Em relação ao setor automotivo, fontes do governo afirmaram que há uma preocupação real com a queda nas vendas e o risco para os empregos, mas as propostas do empresariado de lançar um programa de renovação da frota ainda estão sendo avaliadas pelo governo.


Tombini vai à Basileia no domingo - O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini e um diretor da instituição viajam para a Basileia, na Suíça. Tombini participará no domingo (10) e segunda-feira (11) de reuniões diversas no âmbito da Reunião Bimestral de Presidentes de Bancos Centrais do Banco de Compensações Internacionais (BIS). Já o diretor de Assuntos Internacionais, Tony Volpon, estará em eventos na mesma reunião, mas a partir de sábado, dia 9. Hoje, Tombini e a maior parte da diretoria da instituição terão atividades de trabalho em Brasília, sem compromissos públicos. Os diretores Anthero Meirelles (Fiscalização) e Otavio Damaso (Regulação) estão em férias.


Radar: Anfavea e leilão do BC são destaques domésticos - A Anfavea divulga a produção e venda de veículos de Dezembro (11h20) e o BC divulga os números de 2015 da poupança (15h00). O BC faz leilão de rolagem de contratos de swap com vencimento em 01/02/2016, entre 11h30 e 11h40, com resultado a partir das 11h50. O Tesouro faz leilão de venda de LTN e LFT às 11h30.


Mercados Internacionais – Bolsas da China novamente em fortes quedas derrubam bolsas pelo mundo.

Bolsas

Bolsas europeias e Futuros de NY em forte queda – Impactados pela forte queda na Bolsa de Xangai, as bolsas europeias e os índices futuros de NY operam em forte quedas, entre 2 e3 %. Os juros dos Treasuries americanos também recuam refletindo a ata da última reunião do Fed, que trouxe uma percepção de que a próxima elevação de juros está mais distante.

Bolsa de Xangai desaba 7,05% no pregão mais curto em 25 anos – Após o BC chinês fixar o yuan no menor nível desde 2011, a bolsa de Xangai terminou o pregão mais curto de sua história de 25 anos com forte queda de 7,05%. Semelhante ao ocorrido na segunda-feira, quando o pregão foi abreviado pelo circuit breaker, que estreou naquele dia. O índice CSI 300, que reúne as 300 ações mais líquidas negociadas em Xangai e em Shenzhen, cedeu 5% nos primeiros dez minutos de negócios desta quinta, levando a uma paralisação de 15 minutos do pregão. Quando os negócios foram retomados, o movimento de vendas se acentuou e o CSI 300 ampliou a queda a 7%, causando o abrupto encerramento da sessão. O pessimismo se espalhou depois de o BC chinês fixar o yuan no menor nível desde 2011. As demais bolsas da região Ásia-Pacífico foram contaminadas. Em Tóquio, a baixa foi de 2,33%.


Índices Internacionais

Vendas no Varejo em queda na zona do euro – Contrariando à expectativa do mercado de alta de 0,3%, as vendas no varejo na zona do euro recuaram 0,3% em novembro ante outubro. Na comparação anual alta de 1,4%.

Desemprego no menor patamar desde 2011 na zona do euro – Atingindo o patamar de outubro de 2011, a taxa de desemprego da zona do euro recuou para 10,5% em novembro, vinda de 10,6% em outubro, que foi revisado para 10,7%, segundo a Eurostat. Analistas aguardavam um resultado pior, em 10,7% para novembro. No total o número de desempregados recuou 130 mil.

Sentimento econômico no maior patamar desde 2011 – Outro indicador positivo vindo da Europa, o Índice de Sentimento Econômico da zona do euro subiu de 106,1 para 106,8 em dezembro, maior patamar desde abril de 2011. Resultado acima dos 106 aguardados pelos analistas. A confiança do consumidor avançou de - 5,9 para -5,7, a confiança da indústria passou de -3,2 para -2, a confiança de serviços foi de 12,8 para 13,1 e por fim, o ambiente de negócios passou de 0,36 para 0,41.


PBoC volta a fazer ajuste forte na taxa de referência - O Banco do Povo da China estabeleceu hoje a taxa de paridade para as transações cambiais no menor nível desde 2011, em 6,5646 yuans por dólar, e 0,5% abaixo dos 6,5314 yuans por dólar de ontem. O ajuste na taxa de referência foi o mais forte desde 13 de agosto, segundo o PBoC "algumas forças especulativas estão tentando obter ganhos ao manipular o renminbi", utilizando a outra denominação do yuan. Segundo o PBoC, essas operações "não têm nada a ver com a economia real (da China)" e apenas causaram "flutuações anormais" na moeda.


Radar Internacional: Pedidos de auxílio-desemprego e cortes de vagas planejados nos EUA estarão no foco - Os cortes de vagas planejados de dezembro (10h30) e os pedidos semanais de auxílio-desemprego (11h30) serão monitorados pelos investidores. Dirigentes do Fed de Richmond, Jeffrey Lacker (11h00) e do Fed de Chicago, Charles Evans (17h15), e o secretário do Tesouro, Jack Lews (19h00), discursam. O presidente Barack Obama dá entrevista à CNN (23h00).


Petróleo em forte queda - O tombo do mercado acionário da China, segundo maior consumidor de petróleo do mundo, renova as preocupações com o enfraquecimento da demanda em meio a um excedente global crescente e pesa no preço da commodity, colocando-o mais perto de US$ 30,00 o barril. O Brent é negociado nos níveis mais baixos desde 2004 e o WTI em patamares não vistos desde 2003.


 Conforme Análise da XP Investimentos


Agronegócio 

Soja

Cotações voltam a recuar em Chicago à espera do USDA e com atenção ao financeiro - O mercado internacional da soja opera em campo negativo mais uma vez nesta quinta-feira. Analistas internacionais voltam a falar sobre as especulações que os novos boletins do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) da próxima terça-feira estimulam no mercado e, na outra ponta, citam a influência ainda forte do mercado financeiro. Além disso, as bolsas chinesas voltaram a cair 7% e, novamente, tiveram o pregão interrompido. Desta vez, após 30 minutos. Ao mesmo tempo, há ainda as novas mínimas que vêm sendo testadas pelo petróleo esta semana. Na quarta-feira (6), a commodity foi abaixo dos US$ 33,00 por barril, recuando cerca de 6%, e também trouxe nervosismo ao mercado financeiro global. 

Fonte: NA


Milho

Falta de novidades provoca queda nas cotações - As cotações futuras do milho negociadas na Bolsa de Chicago (CBOT) iniciaram o pregão desta quinta-feira (7) em campo negativo. Diante da falta de novidades, que possam impulsionar os preços do cereal, o mercado voltou a trabalhar do lado negativo da tabela. Analistas explicam que o mercado ainda precifica a recuperação dos estoques e está focado no quadro norte-americano. As exportações americanas continuam péssimas e a demanda ainda não se concentrou no milho americano, sem contar que os compradores absorveram muito produto brasileiro. Além disso com o dólar forte no cenário internacional e possibilidade de nova alta na taxa de juros no primeiro semestre de 2016, tem afetado o mercado de commodities. Ainda hoje, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reporta novo boletim de vendas para exportação. Além disso, os investidores já começam a voltar suas atenções às intenções de plantio da próxima safra americana. 

Fonte: NA


 

 



Demais Notícias

31/01/2016 Desbancarize seus investimentos
08/01/2016 Panorama Econômico - Sexta-Feira - 08/01/2016
06/01/2016 Panorama Econômico - Quarta-Feira - 06/01/2016
05/01/2016 Panorama Econômico - Terça-Feira - 05/01/2016
04/01/2016 Panorama Econômico - Segunda-Feira - 04/01/2016
30/12/2015 Panorama Econômico - Quarta-Feira - 30/12/2015
29/12/2015 Panorama Econômico - Terça-Feira - 29/12/2015
28/12/2015 Panorama Econômico - Segunda-Feira - 28/12/2015
23/12/2015 Panorama Econômico - Quarta-Feira - 23/12/2015
22/12/2015 Panorama Econômico - Terça-Feira - 22/12/2015
21/12/2015 Panorama Econômico - Segunda-Feira - 21/12/2015
18/12/2015 Panorama Econômico - Sexta-Feira - 18/12/2015
17/12/2015 Panorama Econômico - Quinta-Feira - 17/12/2015
16/12/2015 Panorama Econômico - Quarta-Feira - 16/12/2015
15/12/2015 Panorama Econômico - Terça-Feira - 15/12/2015
14/12/2015 Panorama Econômico - Segunda-Feira - 14/12/2015
11/12/2015 Panorama Econômico - Sexta-Feira - 11/12/2015
03/12/2015 XPF na Logistech 2015