Domingo, 20/08/2017, Hora: Boa noite. Seja bem vindo!.

Atendimento
(54)2104-1150

Notícias/Eventos eAgenda

06/01/2016 Panorama Econômico - Quarta-Feira - 06/01/2016
Panorama Econômico - Quarta-Feira - 06/01/2016

Brasil – Reunião de Lula e Dilma. Minha Casa Minha vida para reaquecer economia. Temer articula no PMDB.

Dilma e Lula se reúnem em Brasília - A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniram em Brasília, onde trocaram informações sobre o quadro político e política econômica. Também participaram o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, e o presidente nacional do PT, Rui Falcão. Nas últimas semanas de 2015, tanto Lula quanto o PT cobraram medidas práticas por parte do novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, no sentido de sinalizar mudanças na política econômica para fazer um aceno à base petista, insatisfeita com as primeiras declarações de Barbosa à frente da pasta. Falcão publicou um texto no qual pede mais "ousadia" na economia em 2016.


Minha Casa Minha Vida pode ser utilizado para reaquecer economia – O governo pretende estimular a construção civil para retomar o crescimento, no chamado "novo PAC", no entanto, pode esbarrar em obstáculos como juros elevados, restrição na oferta de crédito e incertezas em relação à conjuntura política. No caso da faixa 1 do Minha Casa Minha Vida, onde é concedido subsídio de até 95%, a retomada das contratações seria uma alternativa de estímulo a geração de empregos. Para o presidente do Secovi, Claudio Bernardes, o possível uso de capital do FGTS para iniciar novas obras na faixa 1 poderia ajudar na recuperação do setor e, assim, incentivar a geração de postos de trabalho.


Temer age para não perder comando do PMDB – Olhando sua recondução à presidência da legenda, Michel Temer articula para pacificar a bancada do PMDB na Câmara, a Convenção Nacional está marcada para março. Temer ocupa o posto desde 2001 e sua recondução está ameaçada pelo PMDB do Senado, Renan Calheiros, o líder Eunício Oliveira e o senador Romero Jucá pretendem apresentar um nome para presidir o partido na convenção. Temer deve se encontrar com Eduardo Cunha para discutir o assunto. A definição do líder da bancada da legenda, a maior da Câmara com 68 integrantes, deverá ocorrer em fevereiro.


Radar: PMI de serviços, fluxo cambial e IC-Br são destaque no Brasil - Os destaques da agenda doméstica de dados de hoje são o PMI de serviços da Markit em dezembro às 10 horas, as vendas de veículos da Fenabrave no mês passado e em 2015 (11 horas) e o fluxo cambial semanal, de dezembro e consolidado de 2015 (12h30), além do Índice de Commodities (IC-Br) do Banco Central do mês passado (12h30). A S&P realiza teleconferência sobre tendências de ratings soberanos em 2016 (13 horas).


Mercados Internacionais – China e Coreia do Norte derrubam mercados pelo mundo.

Futuros de NY e bolsas da Europa recuam - Os futuros de NY apontam para queda superior a 1%, assim como as bolsas europeias, refletindo os dados fracos no setor de serviços da China, os testes com a bomba de hidrogênio da Coreia do Norte e a forte queda do preço do petróleo.

Bolsas na Ásia divergem – Na Ásia as bolsas no geral recuaram, temerosas com o teste da bomba de hidrogênio da Coreia do Norte, e com o dado de PMI de Serviços ruim da China. No entanto, na China, as bolsas fecharam em forte alta, recuperando-se após as perdas dos últimos pregões. O Xangai Composto subiu 2,3% e o Shenzhen Composto avançou 2,6%. No Japão, o índice Nikkei recuou 0,99%, após mostrar perda de 0,42% no pregão anterior. A Bolsa de Hong Kong caiu 0,98%, a Bolsa de Sydney, 1,18% e a Bolsa de Seul, 0,26%.


Índices Internacionais

PMI composto da zona do euro em expansão - O PMI composto da zona do euro avançou de 54,2 para 54,3 em dezembro, o 30º mês consecutivo de expansão, segundo a Markit Economics. Os analistas aguardavam um resultado mais modesto, de 54. Apenas o PMI de serviços da zona do euro ficou estável em dezembro, em 54,2, vindo igualmente acima da projeção do mercado e da prévia do mês passado, de 53,9.

PMI de serviços da China em queda – Em pesquisa da Caixin Media e da Markit Economics, o PMI de Serviços da China passou de 51,2 para 50,2 em novembro.

PPI recua na zona do euro – O Índice de Preços ao Produtor, PPI, da zona do euro registrou queda de 0,2% em novembro ante outrubro, segundo a Eurostat. Na comparação anual, queda de 3,2% em novembro. Os analistas aguardavam o dado concretizado na comparação mensal, e um pouco menor na anual, 3,1%. O núcleo do PPI recuou 0,2%.


Radar Internacional: Nos EUA, emprego no setor privado e ata do Fed - O relatório sobre criação de empregos no setor privado (ADP) em dezembro é o principal dado da agenda dos EUA hoje, às 11h15. Na sequência, saem saldo comercial em novembro (11h30); PMI final de serviços da Markit em dezembro (12h45); encomendas à indústria em novembro (13 horas); índice ISM do setor de serviços em dezembro (13 horas) e estoques semanais de petróleo bruto do DoE (13h30). Às 17 horas, o Federal Reserve publica a ata da última reunião de política monetária.


 Conforme Análise da XP Investimentos


Agronegócio

Soja

Soja em Chicago opera com estabilidade, testando leves baixas - Os preços da soja voltaram a recuar, nesta quarta-feira, na Bolsa de Chicago. O mercado continua se comportando de forma técnica e as oscilações mais tímidas vão se tornando mais frequentes na medida em que se aproxima a chegada dos novos boletins que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) na terça-feira que vem, 12 de janeiro. Os traders começam ainda a dar mais peso à disputa por área entre soja e milho nos Estados Unidos, que começa a se acirrar. Em relação ao clima na América do Sul, as condições começam a melhorar, porém, ainda não definitivamente. A safra de soja 2015/16, portanto, segue exigindo atenção, mesmo que as perdas ainda não tenham sido contabilizadas pelos órgãos oficiais.  

Fonte: Noticias Agrícolas


Milho

Preços operam com ligeiras altas, próximos da estabilidade em Chicago - As cotações do milho negociadas na Bolsa de Chicago (CBOT) iniciaram o pregão desta quarta-feira com ligeiras altas, próximas da estabilidade. O mercado tenta dar continuidade ao movimento positivo iniciado no dia anterior, após as perdas recentes. Ainda assim, é consenso entre os analistas de que os preços trabalham de maneira bastante técnica. Isso porque, faltam informações que possam alavancar as cotações da commodity no cenário internacional. Nesse instante, as atenções seguem voltadas para a demanda pelo produto norte-americano e, até esse momento, tanto os números dos embarques, como das vendas para exportação continuam abaixo do registrado no mesmo período do ano anterior, conforme dados do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). Além disso, já começam os preparativos para a próxima safra no país e há muitas especulações a respeito da área que será destinada ao grão.

Fonte: Notícias Agrícolas


 



Demais Notícias

31/01/2016 Desbancarize seus investimentos
08/01/2016 Panorama Econômico - Sexta-Feira - 08/01/2016
07/01/2016 Panorama Econômico - Quinta-Feira - 07/01/2016
05/01/2016 Panorama Econômico - Terça-Feira - 05/01/2016
04/01/2016 Panorama Econômico - Segunda-Feira - 04/01/2016
30/12/2015 Panorama Econômico - Quarta-Feira - 30/12/2015
29/12/2015 Panorama Econômico - Terça-Feira - 29/12/2015
28/12/2015 Panorama Econômico - Segunda-Feira - 28/12/2015
23/12/2015 Panorama Econômico - Quarta-Feira - 23/12/2015
22/12/2015 Panorama Econômico - Terça-Feira - 22/12/2015
21/12/2015 Panorama Econômico - Segunda-Feira - 21/12/2015
18/12/2015 Panorama Econômico - Sexta-Feira - 18/12/2015
17/12/2015 Panorama Econômico - Quinta-Feira - 17/12/2015
16/12/2015 Panorama Econômico - Quarta-Feira - 16/12/2015
15/12/2015 Panorama Econômico - Terça-Feira - 15/12/2015
14/12/2015 Panorama Econômico - Segunda-Feira - 14/12/2015
11/12/2015 Panorama Econômico - Sexta-Feira - 11/12/2015
03/12/2015 XPF na Logistech 2015