Segunda-feira, 11/12/2017, Hora: Boa noite. Seja bem vindo!.

Atendimento
(54)2104-1150

Notícias/Eventos eAgenda

14/12/2015 Panorama Econômico - Segunda-Feira - 14/12/2015
Panorama Econômico - Segunda-Feira - 14/12/2015

Brasil – Semana com muitos indicadores econômicos e votações no Congresso

Temer tenta unir PMDB em torno do impeachment – O desgaste entre Dilma e seu vice, Michel Temer, continua aumentando e ambos têm estratégias distintas para enfrentar o processo de impeachment. Temer segue trabalhando para unificar a bancada do PMDB da Câmara, dividida ao meio pelos vaivéns sobre a escolha do seu líder. Dilma procura aumentar a pressão sobre os deputados da bancada peemedebista que detêm cargos do governo federal, sobretudo nos Estados. As ameaças lado a lado serão cada vez mais frequentes.


STF julga rito do impeachment e TSE, recurso contra investigação de contas – Na quarta-feira o STF julga o rito do impeachment da presidente Dilma. O TSE analisará um recurso proposto pela defesa da petista contra decisão de investigar a prestação de contas da campanha presidencial de 2014. Em agosto, o ministro Gilmar Mendes, que é relator das contas da petista no TSE, pediu a investigação de suposta prática de atos ilícitos nessa campanha. O recurso alega que o TSE já havia aprovado com ressalva as contas.


Radar Político: Semana cheia no Congresso - O Congresso pode votar a partir de amanhã, 19 horas, 31 projetos, o último deles o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016. A pauta do plenário pode ser ampliada para 32 itens, caso a Comissão Mista de Orçamento (CMO), que se reúne hoje (15 horas), aprove o projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) do ano que vem. Antes da LDO (31º item da pauta, os parlamentares tem que apreciar obrigatoriamente cinco vetos presidenciais, que trancam a pauta, outros 24 projetos de abertura de crédito suplementar e o Plano Plurianual (PPA) de 2016 a 2019. Já o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara aprecia amanhã de manhã parecer preliminar do deputado Marcos Rogério (PDT-RO) sobre a representação contra o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Casa.


Vendas no varejo, desemprego e inflação no radar doméstico - A agenda doméstica da semana prevê IGP-10 de dezembro, segunda prévia do IPC-S de dezembro e vendas no varejo de outubro (quarta-feira); segunda prévia do IPC-Fipe deste mês e taxa de desemprego do mês passado (quinta-feira); e segunda prévia do IGP-M de dezembro, IBC-Br de outubro e IPCA-15 deste mês (sexta-feira).


Destaque Focus: Inflação avança, câmbio estável, Selic sobe para 2016 e PIB em queda -  O Banco Central divulgou hoje a edição semanal do relatório Focus. O boletim apontou para uma elevação do IPCA, que deve encerrar o ano em 10,61% e não mais em 10,44% estimado anteriormente. Para 2016 o mercado elevou a aposta, com IPCA passando de  6,70% na semana passada para 6,80%. Pela incerteza do cenário econômico, os economistas ouvidos pelo BC reduziram a aposta do dólar comercial de R$ 3,95 para R$ 3,90. Para o próximo ano ficou inalterada a expectativa em R$ 4,20. No caso da Selic, a expectativa foi mantida em 14,25% neste ano. Em 2016, a estimativa subiu 14,25% para 14,63%. Para o PIB, o mercado reduziu aposta do Produto Interno Bruto de 2015 de -3,50% para -3,62%. Para o ano que vem, a projeção foi de  -2,31% para -2,67%.


 
 

Mercados Internacionais – Dados positivos na China e na Europa, bolsas avançam

Bolsas

Futuros de NY e bolsas europeias em alta – As bolsas da Europa e os futuros de NY avançam, impulsionados por dados positivos vindo da China, e pela expectativa em torno da fala de Mario Draghi, a alta é contida em parte pela reunião do Fed que deve elevar os juros nos EUA.

Bolsas na Ásia em queda – Com exceção das bolsas chinesas, as bolsas asiáticas recuaram nesta segunda-feira. Na China os indicadores acima do esperado impulsionaram as bolsas, o Xangai Composto subiu 2,5% e o Shenzhen Composto avançou 2%. A Bolsa de Hong Kong caiu 0,72%. A Bolsa de Tóquio fechou em queda de 1,8%, com o sentimento de aversão a risco dominando o mercado japonês em meio à continuidade da queda nos preços do petróleo. A Bolsa de Seul caiu 1,07% e a Bolsa de Sydney recuou 2,01%.


Produção Industrial avança na zona do euro – A produção industrial da zona do euro avançou 0,6% em outubro ante setembro, e 1,9% na comparação anual segundo a Eurostat. O indicador recuou nos dois meses anteriores, o que dá um peso maior para a alta.
China

Vendas de moradias em alta na China – Na China alta de 23,5% nas vendas de moradias em novembro comparadas com novembro de 2014, vindo de alta de 16,1% em outubro. Entre janeiro e novembro, as vendas tiveram alta de 18%, ante igual período do ano passado. Os investimentos em imóveis, por sua vez, subiram apenas 1,3% no acumulado até novembro.

Produção industrial e vendas no varejo da China acima das projeções - A produção industrial e as vendas no varejo surpreenderam positivamente na China, a produção industrial registrou 6,2% de alta em novembro, acima da expectativa de alta de 5,7%. As vendas no varejo avançaram 11,2%, ante os 11% projetados. Já o investimento em ativos fixos nas cidades da China avançou 10,2% no período entre janeiro e novembro, na comparação com igual período de 2014, em linha com as expectativas. Por fim, o investimento no setor imobiliário avançou 1,3% nos primeiros onze meses de 2015, na comparação anual, menos que a alta de 2% no período entre janeiro e outubro.


Radar semanal: Indicador da zona do euro abre semana de Fed no exterior - O anúncio de política monetária do Federal Reserve, na quarta-feira, é o evento mais aguardado da semana. Hoje, não há dados norte-americanos na agenda. Na zona do euro, contudo, tem a produção industrial em outubro (8 horas) e discurso do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi (9 horas). Amanhã saem, nos EUA, a inflação ao consumidor em novembro e o índice de atividade industrial de dezembro. Na quarta-feira, é a vez do PMI industrial de dezembro e da produção industrial e da capacidade instalada, ambos de novembro. Na quinta-feira, saem os indicadores antecedentes do mês passado. Na zona do euro, amanhã é a vez do índice de expectativas de dezembro e, na quarta-feira, da inflação ao consumidor em novembro e dos PMIs industrial e de serviços deste mês.
Conforme Análise da XP Investimentos


Demais Notícias

31/01/2016 Desbancarize seus investimentos
08/01/2016 Panorama Econômico - Sexta-Feira - 08/01/2016
07/01/2016 Panorama Econômico - Quinta-Feira - 07/01/2016
06/01/2016 Panorama Econômico - Quarta-Feira - 06/01/2016
05/01/2016 Panorama Econômico - Terça-Feira - 05/01/2016
04/01/2016 Panorama Econômico - Segunda-Feira - 04/01/2016
30/12/2015 Panorama Econômico - Quarta-Feira - 30/12/2015
29/12/2015 Panorama Econômico - Terça-Feira - 29/12/2015
28/12/2015 Panorama Econômico - Segunda-Feira - 28/12/2015
23/12/2015 Panorama Econômico - Quarta-Feira - 23/12/2015
22/12/2015 Panorama Econômico - Terça-Feira - 22/12/2015
21/12/2015 Panorama Econômico - Segunda-Feira - 21/12/2015
18/12/2015 Panorama Econômico - Sexta-Feira - 18/12/2015
17/12/2015 Panorama Econômico - Quinta-Feira - 17/12/2015
16/12/2015 Panorama Econômico - Quarta-Feira - 16/12/2015
15/12/2015 Panorama Econômico - Terça-Feira - 15/12/2015
11/12/2015 Panorama Econômico - Sexta-Feira - 11/12/2015
03/12/2015 XPF na Logistech 2015